Governo de Pernambuco cria subsídio de até R$ 20 mil para famílias de baixa renda darem entrada na compra de imóveis

A governadora de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), anunciou, nesta segunda (24), que vai oferecer subsídios de até R$ 20 mil para famílias de baixa renda darem entrada na compra de imóveis. Segundo o governo, o benefício será oferecido para pessoas que ganham até dois salários-mínimos por mês e poderá ser usado para complementar o financiamento do programa federal Minha Casa, Minha Vida.

O cadastro, tanto para famílias, quanto para empresas, estará disponível na internet a partir de terça (25). Segundo o governo do estado, serão disponibilizados R$ 200 milhões nesta primeira etapa do programa, o que poderia financiar até 10 mil imóveis com a entrada de R$ 20 mil.

Apenas imóveis novos poderão utilizar os subsídios do governo, com o limite de valor total do imóvel de R$ 190 mil.

“O que o governo de Pernambuco lança agora é um subsídio, garantindo que esses R$ 20 mil possam ser entregues pelo governo em nome dessas famílias. E aí a família assume o que é uma parcela normal de aluguel e substitui pela parcela da casa, algo em torno de R$ 350 a R$ 400”, afirmou a governadora Raquel Lyra.

De acordo com a gestão estadual, terão prioridade os seguintes públicos:

Mulheres mães de família;
Mães de crianças com deficiência;
Pessoas em situação de vulnerabilidade social.
O serviço, que faz parte de uma nova modalidade do programa habitacional estadual Morar Bem PE, chamada “Entrada Garantida”, foi apresentado para o mercado imobiliário em cerimônia no Cais do Sertão, no Bairro do Recife.

De acordo com a secretária estadual de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Simone Nunes, os benefícios devem começar a ser entregues em até 30 dias.

“Eles [as imobiliárias] vão disponibilizar os empreendimentos que atendam às regras do Minha Casa, Minha Vida para essa faixa de até dois salários-mínimos. […] Os imóveis precisam ser novos e o convênio vai ser firmado através da Caixa. […] As pessoas vão precisar procurar a Caixa para fazer sua carta de crédito”, explicou a secretária.

Prédios interditados

Questionada sobre a situação dos imóveis com risco de desabamento no Grande Recife, a governadora Raquel Lyra disse que tenta conseguir, junto ao governo federal, a oferta de novas moradias para o público de baixa renda no estado.

“O Itep (Instituto de Tecnologia de Pernambuco) já fez uma avaliação há muitos anos de quais prédios estão em situação crítica e não poderiam ser objeto de moradia. A gente pegou esse relatório, atualizou, levantamos todos os edifícios que estão ocupados mesmo com a orientação de desocupação e já estamos levando ao governo federal para que possamos conseguir novas moradias do Minha Casa, Minha Vida Faixa 1”, afirmou a governadora.

A governadora disse também que busca um entendimento junto com outras instituições para que seja construída uma solução para as famílias que ocupam os imóveis com risco de desabamento.

“Com isso, o governo de Pernambuco, embora não seja responsável direto por isso, porque eram imóveis construídos – um problema entre a Caixa Seguradora ou outra instituição financeira -, a gente possa ser parte da solução. Junto com o Tribunal de Justiça, o Ministério Público, a Defesa Civil, as prefeituras e o governo federal, a gente poder garantir que essas pessoas possam ter acesso ao auxílio-moradia ou, a médio prazo, a uma nova moradia”, completou Raquel Lyra.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *